sábado, 20 de novembro de 2010

Mitos que nutrem a psique

Foi muito rica a palestra ministrada pela psicóloga Cassia Simone, com a qual concluímos a leitura e as discussões do livro Para Viver o Mito, de Joseph Campbell.

Simone concentrou-se no capítulo sobre esquizofrenia, tanto do ponto de vista teórico quanto clínico, estabelecendo sua relação com os estudos de mitologia, em particular na questão da Jornada do Herói.

Segundo ela, enquanto em algumas sociedades antigas o esquizofrênico era visto como um xamã em potencial, portanto aceito em seu grupo social, as pessoas que apresentam este quadro atualmente sentem a dolorosa falta de comunicação de não conseguir expressar a seus pares o que estão sentindo e vivenciando.

“Campbell diz que enquanto o iogue nada neste conteúdo mítico, o esquizofrênico se afoga. Esta questão nos induz à pergunta: para que serve o mito? Ele é um alimento para a psique. É por isso que a vida está ficando muito ‘terra desolada’. Falta nutrição para a alma”, diz a psicóloga, referindo-se a outro tema caro ao mitólogo estadunidense Joseph Campbell – a obra do escritor irlandês James Joyce.

Um dos caminhos para aumentar esta nutrição, segundo ela, é a leitura de contos de fada e mitos, especialmente os originais.

Você pode acompanhar a parte inicial da palestra no You Tube.

Com votos de boas festas e um ótimo 2011 para todos,

Monica Martinez
Coordenadora do Núcleo Granja Viana - SP
da Fundação Joseph Campbell